Cercados: a imprensa contra o negacionismo

Por: Yasmin Paião





O jornalismo e a ciência são formas de conhecimento da realidade e, em meio à pandemia de Covid-19, enfrentaram um duplo desafio: lidar com o negacionismo e ajudar as instituições a tomar decisões que protejam o maior número de cidadãos. ⁣

Disponível no Globoplay, "Cercados" mergulha na rotina dos jornalistas e oferece um olhar particular sobre os bastidores da cobertura do coronavírus. ⁣

Gravado no Rio, em São Paulo, Brasília, Manaus e Fortaleza, o documentário registra os hospitais lotados, os cemitérios beirando o colapso, a movimentação na portaria do Palácio da Alvorada, além das reuniões de pauta dos principais veículos de comunicação do país. ⁣

O filme tem roteiro de Eliane Scardovelli e direção de Caio Cavechini. Em quase duas horas, abarca não apenas a crise sanitária mas também a política e econômica que assola o Brasil. O título do longa, inclusive, faz alusão ao ‘cercadinho’, local como é conhecido o espaço destinado aos profissionais da imprensa durante as coletivas, no governo Bolsonaro.

Em síntese, a narrativa imersiva lança luz sobre o combate do jornalismo às fake news, mostra os ataques ao profissionais da notícia, redações vazias e os desafios enfrentados pelo jornalistas que trabalham dia e noite para informar a população. ⁣

Afinal, ‘quando a desinformação é uma doença, o jornalismo é a cura’.⁣