Narrativas audiovisuais contemporâneas são destaque em ciclo de estudos promovido pelo NJA


Ana Paula Goulart de Andrade é a primeira convidada do Ciclo de Estudos do NJA. Foto: Ibmec/Idea - Divulgação

Para ampliar o alcance de debates das questões norteadoras do jornalismo e ainda discutir o papel de cada profissional e pesquisador na promoção do pluralismo, da diversidade e da democratização da comunicação é que começa na próxima quinta-feira (19/04) um ciclo de estudos na Faculdade de Comunicação da UFJF. O “Ciclo de Estudos em Jornalismo e Audiovisual” é uma iniciativa do Núcleo de Jornalismo e Audiovisual (NJA).

A proposta é a de encontros quinzenais. Sempre de graça e aberto a todos os interessados. O Ciclo de Estudos vai contar com a participação de profissionais e/ou pesquisadores da área, que vão trazer à tona uma série de questões relevantes acerca dos desafios do jornalismo. Tudo isso na perspectiva de promover e aproximar o debate da comunidade.

Quem dá início ao projeto é a jornalista e professora Ana Paula Goulart de Andrade. A convidada vem a Juiz de Fora para falar sobre as rotinas produtivas contemporâneas em TV.


Iluska Coutinho, professora, pesquisadora e coordenadora do Núcleo de Jornalismo e Audiovisual destaca que “precisamos falar sobre o jornalismo audiovisual, que em diferentes telas e dispositivos permanece central na forma como a sociedade brasileira se (re)conhece”.

Para a pesquisadora “a perspectiva do Ciclo, de certa forma, se aproxima de uma proposta mais inclusiva, de ampliar o alcance de nossos debates, para além dos espaços da universidade, e se aproxima assim da extensão”.

O Ciclo de Estudos em Jornalismo e Audiovisual é aberto ao público e sua primeira edição será realizada nesta quinta-feira, 19, às 16h, na Sala de Demonstração, no 2º andar do novo prédio da Faculdade de Comunicação.


Sobre o Núcleo de Jornalismo e Audiovisual

O Núcleo de Jornalismo e Audiovisual reúne docentes, estudantes e egressos da Facom e constitui-se como espaço de investigação, estudo, experimentação e análise de materiais audiovisuais e outras narrativas jornalísticas. “Nos últimos anos, nossas investigações tem como temas gerais a questão do pluralismo e da diversidade; da resistência; da democratização da comunicação e da comunicação pública, da ciência, das políticas, de assuntos que podem contribuir com a autonomia do cidadão, promessa do jornalismo”, ressalta Iluska.

O Núcleo se constitui como um espaço para o desenvolvimento de projetos diversos tendo como perspectiva central a busca pela democratização do conhecimento sobretudo por meio do jornalismo, do audiovisual e do exercício do direito à comunicação. Suas investigações e atividades estão estruturadas a partir de três linhas de pesquisa: Público e Televisualidades; Jornalismo, Narrativa e Identidade; Imagens e Produção de sentido.

Desde 2009, a TV Pública tem sido um lugar privilegiado de análise, mas não exclusivo. Este ano, o Núcleo elegeu como foco um projeto integrado intitulado "Observatório de Direitos Humanos", para o qual vão convergir ações de pesquisa, extensão e treinamento profissional.    

Além de professores, estudantes e egressos da Facom, o NJA também integra pesquisadores de outras universidades e tem como parceiros o Laboratório de Pesquisa em Jornalismo Gráfico e Visual (Graphos); o Laboratório de Mídia Digital e o Grupo Sensus, também coordenados por docentes da FACOM.

Integrado à Rede de Pesquisadores de Telejornalismo (TELEJOR), o grupo tem ainda um projeto de atuação conjunta com o Coletivo Avenida Independência, que desenvolve, entre outros produtos, uma revista digital com foco na música independente.


SERVIÇO

Ciclo de Estudos em Jornalismo e Audiovisual

Realização: Núcleo de Jornalismo e Audiovisual (NJA) - FACOM UFJF

Data: 19/04/2018

Horário: 16h

Local: Sala de Demonstração da Faculdade de Comunicação da UFJF (Rua José Lourenço Kelmer, s/n, bairro São Pedro)

Contato: https://www.facebook.com/narrativasaudiovisuais/

Apoio: