PROJETOS

CONCLUÍDOS

Televisão e Jornalismo como serviço público: A experiência das emissoras não comerciais de TV em Portugal e Brasil (Concluído em 2015)


Realizada junto ao Centro de Investigação Media e Jornalismo (Universidade Nova de Lisboa) no âmbito do pós-doutorado essa pesquisa teve como foco a análise da Televisão, e nela do exercício do Jornalismo, como um serviço público de comunicação. Para além da normativa complementariedade entre os sistema de TV público, comercial e estatal, investigou-se as experiências de dois canais não-comerciais, RTP1 e TV Brasil, e suas buscas por se constituirem como um serviço efetivamente público. Os diálogos entre emissoras e sociedade civil, organizada ou não, seja por meio dos telejornais ou de instâncias de mediação, como os conselhos receberam especial atenção.

Equipe: Iluska Coutinho e Francisco Rui Cádima (Universidade Nova de Lisboa)
Financiamento: CNPq e CAPES.




O telejornalismo nas emissoras públicas brasileiras: TV Brasil e Rede Minas (Concluído em 2015)


O projeto de pesquisa desenvolvido entre 2013 e 2015 buscou analisar a efetivação do jornalismo público nas edições dos telejornais da TV Brasil e da Rede Minas. A perspectiva foi compreender em que medida interesse público e os direitos à Comunicação eram de fato incorporados nos produtos de telejornalismo das duas emissoras. Apoiado com recursos do CNPq e Fapemig o projeto apontou uma busca por realização de materiais mais plurais, ainda que com as limitações técnicas e de financiamento das emissoras investigadas. Os participantes do projeto produziram dissertações; monografias, artigos e capítulos de livros.

Equipe: Iluska Coutinho (coordenação); Allana Meirelles; José Tarcísio Oliveira Filho; Inés Garaza; Juliana Zoet; Roberta Braga; Allan Pereira Gouvêa; Jemima Bispo; Raul Mourão; Barbara Schlaucher; Gustavo Paravizo; Gustavo Pereira (PIBIC); Armando Júnior (PIBIC-AF); Vitor Pereira de Almeida(PIBIC-AF); Caroline Marino (BIC-UFJF); Helena Amaral (PIBIC/ BIC-UFJF); Laryssa Prado (PROBIC-FAPEMIG); Laura Silva (PROBIC JR-FAPEMIG); Emanuelle Esteves (PROBIC JR-FAPEMIG).

Financiamento: CNPQ, Fapemig; PROPP-UFJF; CAPES (bolsas)




Telejornalismo, Juventude e Representação: Quais formatos e narrativas dialogam com os novos telespectadores? (Concluído em 2015)


Os telejornais têm enfrentado nos últimos anos quedas nos índices de audiência, especialmente entre os telespectadores mais jovens. A pesquisa, realizada entre 2013 e 2015, investigou a forma de representação da juventude nos telejornais, e também buscou compreender o consumo desse modelo de narrativa e construção identitária por telespectadores jovens. Mudanças de formato e linguagem no jornalismo audiovisual, e o investimento dos profissionais de TV em redes sociais disponíveis na web, como forma de aproximar-se do imaginário juvenil foram alguns resultados encontrados na busca por compreender a relação do jovem com as mídias e em especial com o jornalismo audiovisual.

Equipe: Iluska Coutinho (coordenadora); Jhonatan Mata; Barbara Garrido Paiva Schlaucher; Renata Vargas; Luciano Teixeira; Gilze Bara; Caroline Marino (PIBIC); Carla Ramalho Procópio (BIC-UFJF).

Financiamento: PROPP/UFJF




Avaliação do telejornalismo na TV Brasil – Monitoramento do cumprimento dos direitos à comunicação e à informação (Concluído em 2012)


O projeto de monitoramento do Jornalismo da TV Brasil, e nele da efetivação do compromisso de oferta de um material mais cidadão e público nas edições dos telejornais da emissora, partiu de uma demanda do Conselho Curador da Emissora. A partir de então buscou-se por meio do acompanhamento sistemático da produção veiculada pela emissora, avaliar em que níveis e com qual grau de qualidade interesse público e os direitos à Comunicação são de fato incorporados no telejornalismo da TV Brasil. Além de um primeiro relatório entregue ao Conselho Curador e de reuniões realizadas com os editores da TV Brasil, foram desenvolvidos artigos, monografias e dissertações, a partir de acompanhamentos que derivaram desse projeto original. O projeto ainda teve como resultado a publicação do livro "A informação na TV pública" (Insular, 2013).

Equipe: Iluska Coutinho (Coordenação); Simone Martins; Lívia Fernandes Oliveira; Jhonatan Mata; Roberta Braga; Allana Meirelles; Allan Gouvêa; Lorena Goretti; Caio Cardoso.

Financiamento: PROPP-UFJF; CNPq; Fapemig; EBC.




TV e imaginário urbano: a incorporação do público no telejornalismo brasileiro (Encerrado em 2011)


Considerando que no Brasil os telejornais se constituem como (um)a praça pública, onde significativa parcela da população brasileira celebra um importante encontro cotidiano com informações de caráter jornalístico, a pesquisa refletiu sobre a relação entre Público e produção jornalística em Televisão. Para isso buscou discutir os conceitos de interesse e jornalismo público à luz da avaliação da produção jornalística em TV, e de sua apreensão por um grupo de telespectadores. Compreendeu-se também como ocorria a incorporação do (interesse) público como tema de pauta e a inserção de sua voz como interlocutor do discurso de telejornais veiculados em rede nacional e localmente.
Equipe: Iluska Coutinho (coordenação); Jhonatan Mata; Hideide Torres; Gilze Bara; Barbara Schlaucher; Renata Vargas; Luciano Teixeira; Lívia Fernandes Oliveira.

Financiamento: CNPq; PROPP-UFJF.





Apoio: