O espaço de gays negros em instituições de ensino superior

De que maneiras é possível combater os preconceitos dentro das instituições públicas? Como seria possível tornar a Universidade um lugar para todas as pessoas, de todas as raças, gêneros, sexualidades e poder aquisitivo? A manutenção de políticas, como o sistema de cotas sócio-raciais para o ingresso no ensino superior público, é uma alternativa para que mais pessoas em situações de risco possam conquistar seus direitos. No entanto, os números são tímidos diante de uma realidade de segregação enraizada e representam ainda mais incertezas diante da mudança no cenário político que coloca em risco os avanços conquistados na última década e meia.

EN

ILHADA

CRUZ

Ativo 17.png

Lab

Dezembro de 2018

Na era da informação via whatsapp, Lampião entrou em um grupo fictício para registrar a (r)existência de gays negros dentro [e fora] das universidades.

As fontes e seus dados são reais. Os memes também.

Ativo 20.png
Ativo 21.png
Ativo 24.png
Ativo 22.png
Ativo 25.png
Ativo 27.png
Ativo 28.png
Ativo 30.png
Ativo 31.png
Ativo 32.png
Ativo 33.png
Ativo 36.png

Minion_18

Ativo 38.png

Minion_19

-
00:00 / 00:00
-
00:00 / 00:00
Ativo 47.png
Ativo 52.png
Ativo 64.png
Ativo 77.png
Ativo 78.png
-
00:00 / 00:00

Viva à família

Ativo 85.png
Ativo 86.png
Ativo 92.png
-
00:00 / 00:00
-
00:00 / 00:00
Ativo 106.png
-
00:00 / 00:00